O campo não tem limites…!!!

Neste sketch feito num momento de descanso, senti as palavras que transcrevo aqui em baixo do Eça de Queiroz… senti toda esta pureza… alegria e força que só o campo dá…

DSCN0087

Um ar fino e puro entrava na alma,
e na alma espalhava alegria e força.
Um esparso tilintar de chocalhos de guizos morria pelas quebradas.


A Cidade e as Serras, cap.VIII

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Scroll to Top